distopia

Eu li - Planeta Brutal

quarta-feira, janeiro 31, 2018

Título: Planeta Brutal
Autor: Raphael Miguel
Número de páginas: 302
Ano: 2017
Ilustrações: Rafael Danesin
Editora: Coerência
Onde comprar: Amazon, Saraiva, CoerênciaLoja integrada (ganhe desconto com o cupom PARCEIRO78)

Livro recebido em parceria com o autor
Os eventos que culminaram no Primeiro Dia assolaram a face do Planeta Terra. Com a população reduzida drasticamente e com os efeitos das extinções de espécies e do aquecimento global, os sobreviventes tiveram que se adaptar a uma nova realidade... uma realidade feia, cruel, visceral, BRUTAL. Em meio ao caos, após ter vivenciado o lado mais horrendo dos remanescentes, uma mulher leva seu pequeno filho pelo deserto sem fim na intenção de encontrar um lugar melhor para sobreviver, mas o perigo espreita pelos cantos e cada passo pode ser mortal.  Com um ritmo alucinante, “Planeta Brutal” irá te levar a um mundo caótico, com uma trama repleta de reviravoltas através de personagens fortes e marcantes que não têm limites para alcançar seus objetivos.

O Brasil que conhecemos foi completamente dizimado. O aquecimento global exterminou praticamente toda a população, e os seres que sobreviveram tiveram  retroceder em anos de tecnologias e descobertas científicas, e se adaptar às novas condições.

Para tentar sobreviver, algumas pessoas passaram a criar clãs, onde mantinham a ordem e encontravam recursos para dividir com os demais. Porém, outra parte da população acabou sofrendo mutações, e com isso, também perderam sua humanidade, trazendo grandes problemas àqueles que tentavam se reerguer.

Um exemplo disso foi o Distrito da Risca Paranaguá, que parecia um lugar seguro e aos poucos progredia, pois o seu líder, Rifer, guiava a todos de forma justa e firme. Mas o Bando da Discórdia de Haaz, a gangue mais temida dos dias atuais, destruiu a pouca fé que lhes restava, retirando suas vidas e eliminando tudo o que viam pela frente.

Os únicos sobreviventes do genocídio, uma mulher e seu filho pequeno, tiveram que fugir pelo imenso deserto em busca de abrigo. Nessa luta pela vida, ela encontrará muitos obstáculos, e, ao mesmo tempo, imagina como fará para se vingar de Haaz.


É de tirar o fôlego!

Há muita adrenalina, ação, disputas... Não sabemos em quem confiar ou acreditar.

Nos vemos totalmente invadidos pela história de Kaiara, uma mulher forte e determinada, que consegue se safar da mais terríveis armadilhas que o destino lhe prega.

E como esquecer Judah, o arenoso que amamos odiar? Que aparece só para atrapalhar os planos da heroína, mas que se une a ela com intuito de eliminar o inimigo maior.

Em uma linguagem prática, fluída, e nada convencional, Raphael Miguel mais uma vez conseguiu me envolver profundamente na história.

O planeta de fato se tornou algo brutal e cruel, então o autor não poupou complicações terríveis para os seus personagens. E como é narrado por vários deles, é possível ter uma visão mais ampla da trama. Não tive nenhuma dificuldade para saber quem era o narrador em cada capítulo, pois cada um possuía uma forma diferente de se expressar.

E quanto à parte física, está toda maravilhosa! A capa condiz totalmente com a história, o tamanho das letras e as folhas amareladas são confortáveis aos olhos, e encontrei poucos erros de revisão. E as ilustrações do Rafael Danesin são lindas demais, gente... Impressionante como ele conseguiu detectar perfeitamente o perfil dos personagens.


Além disso, o livro possui dois finais. Isso mesmo! Há um final padrão, mas há também um final alternativo. Se você não curtir o primeiro, poderá conhecer e se identificar mais com o segundo :)

É uma distopia marcante. Recomendo imensamente!


Ótima leitura!

You Might Also Like

18 comentários

  1. Não conhecia o livro, ms gostei da premissa utópico que apresentou na resenha. Nesses tipos de livro a linguagem prática e fluida é essencial, para não tornar a leitura massante e para facilitar a nossa familiarização com personagens e ambiente. Adorei a dica, espero ler.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Amo nacionais e já adicionei esse na lista. O fato de ter dois finais me deixou ainda mais curiosa hahahaha adorei a dica!


    /Juliane

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Uau, que premissa sensacional. Eu amo distopias, mas nunca li nenhuma ambientada no Brasil, deve ser maravilhoso, principalmente por causa da originalidade. Já quero ler, espero gostar. Amei tua resenha.
    Bjos, Bya! 💋

    ResponderExcluir
  4. Gostei e dica e vou procurar ler este livro.Obrigado pela dia.
    www.robsondemorais.blogspot.com.r

    ResponderExcluir
  5. Legal a dica do livro, eu não conhecia, mas gosto muito de enredos assim. Só não curto essa coisa de dois finais, pois acho que o autor não tem essa obrigação de agradar a todos, pois essa é a graça. As ilustrações são realmente muito legais. Ótima resenha.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  6. Gostei bastante da resenha, mas, por mais que o livro pareça ser interessante, não sei porque, distopias nunca me animam muito.
    Adorei saber que tem ilustrações no meio do livro, é uma coisa que não vemos muito. Acho que ajuda a ambientar a história.
    Vou anotar a dica, vai que um dia eu começo a gostar de distopias, né nom? rsrs
    Beijocas

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito de distopias, mas ando meio longe delas atualmente. Vou anotar a dica e conferir quando for possível. A trama me pareceu bem interessante, por se passar no nosso país me interessei mais ainda, adoro autores que incluem nosso país em suas tramas. Quando possível realmente pretendo ler!

    @segredosdetinta

    ResponderExcluir
  8. Olá!!

    Gostei da premissa do livro, mas ultimamente não estou querendo ler distopias. Mas o fato de ser eletrizante e dinâmico, já é bem legal e se passar aqui no Brasil. tem alguns pontos que eu gostei e vou considerar a leitura.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Faz muito tempo que não leio algo assim nacional. Fiquei curiosa com a premissa e achei o projeto gráfico bem caprichado. Quero ler!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Ana!
    Eu gosto demais desse tipo de história, e acho muito legal esse ser nacional. Eu já tinha visto a capa dele algumas vezes, mas nunca tinha ido pesquisar para saber do que se tratava, mas fiquei bem interessada agora lendo a sua resenha.
    Dica anotada!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oiii,

    Gente acho que nunca li uma distopia que se passasse no Brasil! Adoro ver esses mundos surgindo aqui, ver que nossos autores estão investindo em outros mundos e trazendo para nossa “realidade” um mundo diferente e que lemos em varias obras lá de fora. Adorei a dica e espero poder conferir em breve.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?

    Adorei a resenha! Seria um livro que só de ler a sinopse sei que ia amar, e com esta resenha, me identifiquei ainda mais, parece ter uma trama bem construída, com personagens consistentes e muito drama. Dica anotada.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Oiii tudo bem???

    Conheço o autor pelo seu livro novo, que não tinha interessado pela leitura, e não sabia desse livro.
    Esse sim me chamou muito atenção, adoro temas assim, distópicos e a edição esta linda.
    Quero mesmo ler.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  14. Oie!!

    Nossa que livro é esse?
    Não conhecia a obra, mas o seu jeito de expor a resenha chama a atenção e aguça e muito a nossa curiosidade.
    Gosto bastante de distopias, principalmente as nacionais, mas é o tipo de livro que eu leio com mais frequência.
    Uma coisa que chamou a atenção foi a foto do livro com a ilustração.... que coisa mais lindda!!!

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  15. Oi Ana Paula! Tudo bem?
    Mais uma resenha de livro nacional e mais um com uma premissa que eu amei! Um planeta devastado pelo aquecimento global é um assunto que pode render excelentes histórias e muita reflexão sobre o que estamos fazendo com o nosso planeta.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://galaxiadeideias.com
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Ana!!!! Que dica demais, e adoro essa obras que tem dois finais, assim tem chance de agradar com finais alternativos, por assim dizer! Paula Juliana - Overdose Literária
    https://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Conheço o livro e o autor, minha amiga ama ele, tenho muita vontade de ler suas obras e essa parece sensacional. Amei a resenha
    Beijuh

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem? Eu não conhecia o livro, mas a sua resenha me despertou interesse. Gosto de livros assim, que contém muita adrenalina. Já estou morrendo de curiosidade e irei adicioná-lo a minha lista de desejados.

    Beijos,
    www.livroapaixonado.com.br

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!