Companhia das Letras

Eu li - Não me Abandone Jamais

segunda-feira, janeiro 29, 2018

Título: Não me Abandone Jamais
Original: Never Let Me Go
Autor: Kazuo Ishiguro
Número de páginas: 344
Ano: 2016
Tradução: Beth Vieira
Editora: Companhia das Letras

Livro recebido como cortesia pela Companhia das Letras 
Crianças costumam ser levadas a acreditar que são especiais. Mas os alunos de Hailsham, internato inglês, são tão especiais que vivem acobertados em mistérios. De onde vêm? Para onde vão? Assim como essas crianças, que têm de descobrir por conta própria o que há de estranho em suas vidas, o leitor juntará as pistas que vão sendo deixadas ao longo da narrativa. Não me Abandone Jamais é uma obra-prima de atmosfera e alusões.

Aos 31 anos de idade, e quase encerrando seu trabalho como cuidadora, Kathy H. vai relembrando os tempos antigos da infância e adolescência. Assim, somos levados a Hailsham, uma espécie de colégio interno, que é onde ela viveu maior parte de sua vida e se tornou amiga de Tommy e Ruth.

A escola parecia aparentemente normal, tanto que Kathy vai narrando de forma bem sutil, mas uma pessoa bastante atenta aos detalhes, já consegue perceber que tem algo estranho e diferente naquele lugar. Lá os alunos frequentam as aulas, mas ao mesmo tempo vão sendo instruídos para um destino que já está selado, pois eles serão doadores de órgãos, e suas vidas foram "criadas" para tal.

Mesmo sabendo o que lhes irá acontecer, eles conviviam normalmente, criando laços de amizade, frequentando as aulas... Entretanto, suas atitudes eram inocentes, os seus guardiões não falavam realmente o que acarretava ser um doador. Logo, cresceram na completa ignorância, pensando que teriam todo o tempo que quisessem antes e depois das doações.

Um exemplo disso é o comportamento de Ruth, sempre manipuladora e egoísta, agia como se tivesse um segredo que nunca iria revelar. Já sua amiga Kathy pensava diferente, sempre desconfiada, trocava ideias com Tommy, se argumentando sobre assuntos mal explicados para eles no dia a dia em Hailsham. E é através dessas ideias que ela vai ligando os fatos que fizeram chegar onde chegou.


A clonagem humana já foi tema de diversas histórias. No cinema, literatura, séries de TV há sempre uma ideia do que poderia acontecer com um mundo extremamente avançado cientificamente.

Não Me Abandone Jamais retrata esse avanço de forma bem lapidada. Ele não foca na questão da clonagem propriamente dita, mas como seria a vida e convívio de clones humanos criados para doar seus órgãos. Tanto que temos apenas a versão de Kathy, não conseguimos descobrir porque eles eram tão submissos e resignados com suas vidas tão curtas.

Com uma linguagem prática, mas bem detalhada, Ishiguro nos envolve em uma história emocionante. Através dela é possível fazer uma relação com nossas próprias vidas, que, se pararmos para ver, também são curtas, pois não sabemos como será nosso futuro, quando morreremos. Sempre acreditamos ter todo o tempo do mundo para usufruir.


Em suma, é um livro incrível, o conteúdo e a parte física estão de parabéns. Com a capa (brochura) e miolo na cor prata, composto em papel pólen, letras confortáveis, e revisão impecável, a parte gráfica não deixa a desejar nem um pouco. Está um luxo só!

Vale lembrar que já foi adaptado para o cinema, com Keira Knightley, Carey Mulligan e Andrew Garfield nos papéis principais. E nem preciso comentar sobre quem estamos falando, né?  Kazuo Ishuguro venceu o Nobel de Literatura 2017, portanto só isso já diz tudo (hehe)

Recomendo imensamente!

You Might Also Like

10 comentários

  1. Olá tudo bem? Fiquei muito curiosa com a leitura não conhecia a obra mais acredito ser um bom livro, beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana Paula!

    Eu assisti o filme, mas eu quero ler para me aprofundar na história. Muito tocante! Amei sua resenha.

    Grande abraço,
    Drica.
    https://testelivroseideias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oii
    Eu li esse livro e amei muito! É incrível o modo como o autor explorou amizade, amor e sofrimento.
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Não conhecia o livro, mas pelo seu encantamento com a historia, tenho a certeza que é uma excelente obra.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Adoro a suavidade como o Kazuo Ishiguro aborda detalhes da ficção científica nos livros dele, tipo esse da clonagem. Ainda quero muito ler O Gigante Enterrado, me parece uma premissa totalmente linda e simbólica <3

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Confesso que se fosse pela capa eu não leria, sim, sou dessas. Mas, nada como uma resenha vem escrita pra nos fazer enxergar o que tem de incrível por trás de capas mal interpretadas. :)
    Anotado a dica.
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  7. Olá
    nossa, ainda não conhecia o livro mas ja fiquei chocada com o quão interessante é pela sua resenhe ainda mais por ter ganhado o nobel, parece realmente uma leitura para lá de marcante, gostei muito da sua resenha e espero ler algum dia desses

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Eu tinha curiosidade de ler esse livro desde que ouvi falar sobre o filme. Como sempre gosto de ler antes de ver a adaptação, acabei deixando o filme para depois. O que aconteceu foi que me deram um spoiler gigantesco, que tirou toda minha vontade de ler ou ver o filme.
    Acredito que seja uma leitura realmente emocionante e que nos faça refletir, porém, perdeu a graça para mim. De qualquer forma, adorei sua resenha e fico feliz que tenha sido uma leitura tão boa para você.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu conhecia o livro de um comentário que algum booktuber fez, não lembro qual, mas minha mente insiste dizer que foi o Victor Almeida, ele não gostou muito. Mas sua resenha foi tão positiva que me fez pensar de novo se eu não deveria ler.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Eu já li várias resenhas deste livro e nossa as pessoas possuem impressões diferentes. Cada um vê algo diferente, em conclusão eu tenho que ler eu mesma pra tirar minhas conclusões né. Mesmo assim a mensagem parece ser ótima.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!