Título: O Papai é Pop em Quadrinhos (vol.2)
Autor: Marcos Piangers e Gleison P. Olivo
Arte, cores e letras: Paulo Brancher Filho e Mekitar Brancher
Número de páginas: 98
Ano: 2017
Editora: Belas Letras

(Livro cedido em parceria com a editora Belas Letras)
Preparado para curtir mais aventuras em família? Esta edição traz HQs baseadas nas histórias de Marcos Piangers, de O papai é pop, além de uma história inédita. Aqui você vai se divertir e se comover com acontecimentos cotidianos que tornam incrível o dia a dia em família, afinal são os fatos simples que fazem com que a vida seja tão emocionante para pais e filhos.

Coisas simples, como a ideia de comprar um carro novo, ou a fase de desapego da chupeta, ou as peripécias da Aurora, seu amor por doces e pavor por banhos são alguns exemplos de como é a vida de Marcos Piangers e sua família.


Aqui você irá encontrar as divertidas histórias de uma menina que quer casar para poder mandar em alguém, que conta ao pai que o Papai Noel não existe, que sonha em desenhar uma mulher para colocar no semáforo para pedestres, e pesquisa no "gugou" como fazer um mundo "melior".

Há também uma maluquinha por doces e chocolates que tenta trocar seu urso de dormir por uma lata de Nescau. Essa mesma fofura acredita que o Beleléu é um monstro que rouba brinquedos de crianças que não arrumam a bagunça depois de brincar.

Para elas o seu pai é um herói, e para ele não há nada mais incrível do que ser o herói de suas filhas.


Em O Papai é Pop em Quadrinhos (volume 2) são registrados mais momentos de alegria, descontração e carinho. Piangers nos mostra que mesmo em uma rotina conturbada, os pais precisam curtir mais a infância dos filhos, lhes dando sempre atenção, amor e cuidados.

Um filho (a) é para a vida toda, portanto nada mais certo do que aproveitar cada momento como se fosse o  último. E Marcos Piangers leva ao pé da letra cada uma dessas palavras, registrando de forma muito divertida a cada situação vivida com suas filhas Anita e Aurora.


Essa edição maravilhosa ganhou meu coração em todos os quesitos. A capa dura está toda caprichada, a diagramação e fonte estão impecáveis. E o roteiro combinando perfeitamente com as lindas ilustrações me arrancaram risos altos e ao mesmo tempo me deixaram emocionada.

Ele fala de relações com a família e no quanto o tempo é raro para não aproveitamos cada segundo com quem amamos.

(Conheça também o primeiro volume: resenha O Papai é Pop em HQ)

Recomendo imensamente!

Deixe um comentário

Adoraríamos saber o que você achou do post!

Categorias