Título: A Hora Mais Sombria (livro 4 da série A Mediadora)
Original: Darkest Hour
Autor (a) Meg Cabot
Número de páginas: 272
Ano: 2005
Tradução: Alves Calado
Editora: Galera Record

Em A HORA MAIS SOMBRIA, quarto livro da série A mediadora, Suzannah sofre com sua paixão por Jesse – o fantasma “muito gato e com abdome de tanquinho”, que “vive” assombrando seu quarto. Entre a juventude platinada local, no melhor estilo de OC, a menina tenta se adaptar ao novo colégio e à nova família formada com o segundo casamento da mãe. Entre as recentes amizades e agitos naturais da idade, a menina resolve as pendências do mundo espiritual.

Suzannah Simon já passou por maus bocados e por pouco não se transformou nos fantasmas que ela ajuda a mediar... Conheça os volumes anteriores através das resenhas:


Durante as férias, Suze começa a trabalhar num hotel requintado, pois, por exigência de seu padrasto, precisa fazer algo durante seu tempo livre.

Tudo vai ocorrendo normalmente, até que descobre que Jack, uma das crianças que ela cuida em seu novo trabalho, é um mediador, assim como ela e o padre Dominic.

Em contrapartida, o fantasma de uma mulher, chamada Maria de Silva, aparece exigindo que Suze e sua família parem com as escavações no quintal, pois Andy está construindo uma piscina e há algo enterrado lá que não pode ser desenterrado.

Suze acredita que pode ser o corpo de seu amado Jesse enterrado, pois Maria era sua ex noiva, e havia se casado com Felix Diego, logo após ele ter matado Jesse. Pois esta razão, os fantasmas não querem que descubram o assassinato e “manchem” a memória deles com uma revelação destas.

Assim, enquanto tenta descobrir uma maneira de exorcizar Maria e Felix Diego, antes que eles tentem matá-la, Suze vai ensinando Jack a não ter medo dos fantasmas que eles veem, e mostrando que eles devem ser ajudados ao invés de ignorados.

Além disso, precisará lidar com a ausência repentina de Jesse, o que fará pensar na pior coisa que poderia acontecer a ele.


De todos os livros da série, esse é o meu favorito. Não só pelo final (insira aqui uma louca vibrando), mas porque finalmente conhecemos um pouco mais da história do fantasma moreno alto, bonito e sensual do Jesse *--*.

A série toda possui uma leitura leve e descontraída. Não tem como não rir com as presepadas da Suzannah, as suas picuinhas com seus meio irmãos e o seu "crush" Jesse de Silva. E as parte com o “pega pra capar” com os fantasmas enfurecidos mostram como nossa heroína é forte e determinada.

Meg Cabot definitivamente consegue prender o leitor de uma forma tão cativante, que não conseguimos parar de ler enquanto não vemos o final. Na verdade quando chega o final queremos mais e mais, por isso quando dei por mim já tinha acabado a série antes do imaginado.

Recomendo imensamente!

15 Comentários

  1. Ao ler este post, acabei de lembrar que já li um livro dessa série há alguns anos. Acredito que tenha sido o primeiro livro. Nem lembro se gostei ou não, faz tanto tempo haha Atualmente não gosto mais do gênero, mas deve ser interessante para quem curte a temática :)

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Minha mãe já leu esta série e está sempre dizendo para eu ler, porém ainda não li, haha. Adorei tua resenha e fiquei bem curiosa (mais do que já estava) para ler estes livros.

    Beijos,
    https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiiee
    Amei a resenha demais, você escreve muito bem ^^ vou adicionar na minha lista.
    Bjs e até a próxima

    ResponderExcluir
  4. Pela sua resenha, já me deu uma vontade enorme de ler esse livro e essa série da Meg. Curiosa demais para descobrir mais sobre esses fantasmas.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    EU AMO MUITO ESSA SÉRIE!
    Li os 6 livros alguns anos atrás e pretendo reler antes de ler o 7, eu amo essa história!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Eu estou morrendo de curiosidade para ler os livros desta série e gostei muito de ler a tua resenha, espero que em breve eu possa realizar a leitura dos volumes, pois a premissa me atrai bastante.

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia essa série. Gostei muito da temática. Nem sabia que essa autora escrevia livros assim. Só conheço Cabot de O Diário da princesa. Uma pena que é uma série grande. Leio no máximo trilogias.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Ana, já ouvi falar desta série, mas não li ainda. Quer dizer que temos um fantasma interessante no enredo? Bom saber!
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Acredito que pra ler esse precisa ler os primeiros livros. Gosto da escrita da Meg Cabot, mas não pegaria no momento essa série pra leitura, pois tenho várias pendências que quero ler agora nesse início de ano.
    Quem sabe mais pra frente.
    Ótima resenha!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  10. Oie, tudo bom?
    Nunca li nenhum livro sobre essa série, mas fiquei mega curiosa! Adorei sua resenha, parece mesmo ser uma leitura instigante, e a capa é linda também! Nunca li nada da Meg, essa seria uma ótima maneira de começar.

    ResponderExcluir
  11. Oieeee, amo essa série e bateu até uma saudade! esse livro é muito importante nos acontecimentos da história e é muito bom conhecer mais do abdomem sarado digo do Jesse rsrs

    bjs

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá Ana,
    Essa série tem coisa de fantasma? Eu imaginava tudo sobre ela menos isso! Achei sua resenha extraordinária e fiquei muito feliz por você ter curtido tanto a leitura e vibrado com o final. Poucos livros me deram essa sensação.
    Vou anotar a dica.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Eu sou louca para ler essa série, mas sempre vou deixando para depois e como passou o BUM dela faz um tempo não encontro no meu caminho resenhas que me deixem na vontade de ler. Agora que eu li sua resenha estou com aquela coceira e aquela voz na cabeça me perguntando porque não li ainda. Obrigada pela dica e por me lembrar que tenho que ler essa série.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oii.
    Eu adoro a escrita da Meg, tanto em livros adolescentes quanto em romances de época, mas infelizmente nunca li nenhum livro de A mediadora. Acho que não seria o tipo de leitura que me prenderia no momento, mas quem sabe no futuro eu possa lê-lo.

    ResponderExcluir
  15. Li um livro da Meg, e não rolou muito comigo, mas não li nada nesse estilo, então fiquei curiosa depois de ler sua resenha, pois a série parece ser muito boa.
    Adorei saber que é um livro que prende e que esse foi um dos seus favoritos. Adorei a dica.

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!

Categorias