Título: Melancia
Original: Watermelon
Autor (a): Marian Keyes
Número de páginas: 490
Ano: 2014
Tradução: Sônia Coutinho
Editora: Bertrand Brasil



           ♥ ~ ♥ ~ ♥ ~ ♥ ~ ♥ ~ ♥





Aos 29 anos de idade, Claire foi abandonada pelo marido James logo após o nascimento da filha. Ele disse que vinha tendo um caso com a vizinha, se mandou e nem se importou com a recém-nascida.

Ela então precisa deixar o conforto de seu lar na Inglaterra para voltar para a casa dos pais na Irlanda. Totalmente arrasada, terá que conviver com sua família doida: uma mãe neurótica, um pai despreocupado e duas irmãs, a “deboísta” Anna e cobra da Helen, e esquecer que um dia conheceu James.

Claire passa a sofrer sem reservas, tentando superar a separação, mas para piorar sua situação, após o nascimento da filha, ela percebeu que havia engordado tanto a ponto de se comparar a uma melancia.

Porém, nem tudo dura para sempre, e um dia a dor vai sendo amenizada. Claire perde peso, começa a se reerguer, e assim que sua autoestima vai melhorando, conhece Adam, um colega da faculdade da Helen que despertará sentimentos que antes achava que só sentiria por James para o resto da vida.


É muito divertido e bem humorado o modo como a personagem principal narra os acontecimentos, principalmente quando era algo relacionado à mãe ou às irmãs.

Helen é um “amor” de pessoa, sempre se achando a mais “boazuda” do mundo e menosprezando os demais, mas falando sempre de forma engraçada então quase não era levada a sério. Anna parece viver no mundo da lua, mamãe Walsh, Mary, é bem doidinha. Sempre que Claire queria fazer comida fresca ela fazia um drama, dizendo que a comida congelada dela era melhor. O papai Jack concorda com tudo, e Adam é o “crush” que todo mundo um dia sonhou para si. E o James? É um canalha maldito, simples assim.

O livro possui uma linguagem simples, apesar de detalhada, nos fazendo com que refletir e viajar nas divagações da personagem. Em um momento ela está narrando a sua situação atual, e em outros passava a relatar sobre como era sua relação com James antes da separação. Também comentava a repeito da personalidade dos pais ou das irmãs, relembrando seu tempo de infância e adolescência.

Simplesmente adorei a leitura, ri tanto ao ponto de ter que fechar o livro, gargalhar e soltar aquele “ai, ai” depois. Logo na primeira obra, Marian Keys consegue escrever de forma fluída e cativante.


Entretanto, é um livro que diverge opiniões. Alguns acham divertidíssima a forma com que Claire narra sua nada mole vida. E trata de situações reias, pois pare um pouco e pense em alguém quem nunca levou um pé na bunda (Essa pessoa existe? Onde vive? O que come?). Agora pense em como você lidou em uma situação tensa como a da Claire. Sofreu? Chorou? Ligou? Implorou? Pagou um micaço? Então. O outro time é daqueles que não curtiram a leitura e afirmaram que Claire agia de forma infantil. Mas acredito que certas situações acabam desequilibrando tanto, que fica difícil se manter forte e agir de forma madura.

Apesar de citar apenas Helen e Anna, Claire ainda tem mais duas irmãs, Rachel e Margaret. Por ser a mais velha das 5, esse é o primeiro livro das irmãs Walsh. Não é necessariamente uma série, mas é bom ler na ordem porque pode ter alguns spoilers: Melancia, Férias, Los Angeles, Tem alguém aí? e Chá de sumiço. Fora o dicionário da Mamãe Walsh :)

Enfim, recomendo muito para quem curte livros leves, descontraídos e que mostram que podemos superar uma dolorosa separação de forma trágica, mas divertida no final.







8 Comentários

  1. Oi, estou louca para ler esse livro, ele já está na minha lista já faz um tempinho.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana, ganhei este livro a algum tempo, mas nunca tive a curiosidade de ler, até agora.
    Sua resenha trouxe luz e fiquei super afim de conferir como a protagonista dá a volta por cima depois de um pé no bumbum rsrs.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bem?
    Li um pedaço desse livro com a minha amiga no ensino médio e amei e assim como você dei altas risadas mas depois por algum motivo que não sei qual foi a gente parou com a leitura e até então não tive mais curiosidade em ler novamente, adorei sua resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oiee Ana ^^
    Esse foi o primeiro livro da Marian que li, mas sabe que não gostei? Não sei se foi por causa da edição (li a de bolso), mas achei muito cansativo e acabei não gostando dos personagens. Uma pena, mas quem sabe eu não o leia outra vez e goste, né?
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li esse livro por não ter certeza se ia gostar, mas parece ser bem interessante, quero ler sim :D

    submersa-em-palavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu não conhecia sobre esse livro, mas confesso que fiquei interessada na leitura. Parece ser divertida, embora trate de alguns assuntos bem reais.
    Além disso, saber que tem mais livros com os mesmos personagens meio que dá aquela sensação de "pode ser muito bom!" haha
    Adorei o texto e obrigada pela indicação!
    Beijos,
    As Meninas Que Leem Livros~

    ResponderExcluir
  7. Apesar de se rum livro leve e que nos faça rir em vários momentos, esse livro me ajudou em um momento bem complicado da minha vida, meu próprio divorcio. Amo a Claire e amo todas as históias da Marian Keyes.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi. :)
    Achei a premissa do livro maravilhosa. Bem o jeito que adoro as estórias, envolvendo humor, um coração partido e um novo amor.
    Amei demais sua resenha e fiquei encantada pra ler. Anotado a dica!
    Blog As Meninas Que Leem Livros - Lauri Brandão

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!