Título: Assassinatos na Rua Morgue
Original: The Murders in The Rue Morgue
Autor (a): Edgar Allan Poe
Número de páginas: 20
Ano:1841
Tradução: William Leite

Conto disponibilizado pelo desafio literário #12mesesdepoe (criado pelo blog Anna Costa) para o mês de junho.

O personagem central deste conto, o francês Monsieur C. Auguste Dupin, poderia ser Sherlock Holmes e o narrador poderia ser o Dr. Watson. O fascinante personagem de Poe, através de um sistema próprio de dedução baseado na sua profunda capacidade de observação dos fatos, é capaz de ler os pensamentos do seu interlocutor e desvendar um dos mais intrincados e misteriosos casos de assassinato já enfrentado pela polícia francesa: o bárbaro duplo assassinato de mãe e filha num apartamento na rua Morgue. Meio século depois, Conan Doyle tomou emprestada a alma de Dupin para criar seu Sherlock. A partir daí o gênero caiu no gosto do público e os grandes personagens se multiplicaram. (Fonte: Skoob)

Um narrador anônimo, que mora em uma cidade de Paris, conta sobre as aventuras vividas com seu amigo chamado C. Auguste Dupin, que consegue desvendar casos usando a estratégia da dedução e investigação.

É nessa história que Dupin aparece pela primeira vez mas obras de Poe.

Ao se depararem com uma notícia no jornal, eles descobrem que na Rua Morgue, aconteceu um duplo assassinato muito suspeito e um tanto estranho. As vítimas eram mãe e filha, e o modo como foram encontradas, revela que o assassino teve muito trabalho e foi muito ardiloso para conseguir tal feito, pois a filha foi encontrada de ponta cabeça dentro da chaminé de sua casa e a mãe do lado de fora com a cabeça caindo do corpo.


Segundo os depoimentos dos vizinhos e transeuntes, ao ouvirem os gritos, correram para ver o que estava acontecendo, e afirmaram ter ouvindo a voz de um homem, mas não conseguiam distinguir em que idioma ele falava.

Assim, a polícia acabou prendendo um dos principais suspeitos, detendo-o na polícia até o encerramento do caso. Porém, diante da cena estranha do crime, Dupin resolve investigar a fundo e logo revela quem era o verdadeiro assassino.

Gente, para tudo!

Já li vários livros com histórias de Poirot, Miss Marple e do famosíssimo Sherlock Holmes, mas nunca tinha sido tomada por uma revelação tão surpreendente em uma história de detetive como fui nessa.

Quando os fatos são narrados, não são apresentados muitos personagens, além do depoimento deles em jornal, portanto quase não nos dá tempo de suspeitar de ninguém, o que torna a história mais instigante.

Porém, o que faz desse conto ser tão incrível é a revelação de como e quem realizou os assassinatos. (fiquei passada) Seria cômico se não fosse trágico!

A única coisa que posso dizer é: Leiam! Pelamor leiam esse conto! Pra quem curte suspense, emoção, mistério, revelações, coisas loucas e surpreendentes leiam!

Nele vemos de onde surgiram os famosos métodos de investigação e dedução usados pelos famosos detetives de Agatha Christie, Conan Doyle e outros. Sim, muitos dos grandes e famosos escritores que conhecemos se inspiraram nas obras de Poe, e já até imaginei Dupin como uma mistura de Poirot com Sherlock. E o narrador, obviamente, com a carinha do Jude Law (que interpreta o Dr. Watson no filme Sherlock Holmes de 2009).

Enfim, é uma leitura que começa um pouco maçante, pois tem uma longa descrição sobre o ato de investigação e dedução, mas ao decorrer da história vai ficando interessante e nos vemos mergulhados em algo que vai além da imaginação.

Super-recomendo!

(Fonte da imagem: We Hert It)

16 Comentários

  1. Olá! Tudo bem?
    Gostei demais da sua resenha, tem tempo que não leio livros assim. Vou deixar essa dica anotada pois, vou ler após terminar de ler a minha pilha de livros.
    Beijos.

    www.meumundosecreto.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! A pilha enorme é grande pra mim também hehe Te entendo! ótimas leituras! :*

      Excluir
  2. Falou comigo!! Adorooo!! Tem dica de onde adquirir? Amazon? Bj!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aee o/ Que bom :)
      Tem sim, é um arquivo disponibilizado pelo blog da Anna Costa (http://www.annacstt.com/2017/01/12mesesdepoe-2017.html)

      Excluir
  3. Tão curtinho, que interessante, uma pena que o gênero não faça meu tipo, na verdade eu não curto nada. Mas tenho amigas que amam o escritor e o gênero, irei indicar ele para elas.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que elas gostem, Karine :)
      Beijão!

      Excluir
  4. Olá adoro livros do gênero e já tenho vontade de conhecer os trabalhos do autor a algum tempo, gostei de saber mais sobre esta obra dica anotada, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Espero que goste, flor :)
      Beijão!

      Excluir
  5. Olá Ana, tudo bem?
    Menina como você consegue fazer uma resenha linda dessas de um conto de 20 páginas?
    Parabéns viu?
    Mulher confesso que li vários contos do Poe e esse infelizmente não está entre eles.
    Fiquei super curiosa depois da sua resenha.
    VOu ler sim.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Faby! Muito obrigada :)
      Espero que goste da leitura!
      Beijão!

      Excluir
  6. aaah, eu adoro Poe. Tô pra reler esse conto porque atrasei no desafio da Anna, preciso me atualizar... heheheh
    bjs...

    ResponderExcluir
  7. Eu amo demais esse conto ♥ A forma como tudo se resolve é maravilhosa! Poe, né?! Sensacional.

    ;*

    ResponderExcluir
  8. Sim, lerei esse conto, além de sua empolgação latente, não é para menos, amo o autor e já está na lista.

    ResponderExcluir
  9. Olá Ana, não conhecia esse conto, mas depois dos seus comentários vou lê-lo assim que tiver uma chance *-*

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Adoro suspense policial, essa pegada de mistério me fascina. Não conhecia essa obra e gostei da proposta dele, que bom que você gostou, mesmo depois de um inicio arrastado. Já adicionando na minha lista.
    Valeu a dica
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  11. Oie
    uau que legal, adoro suspense apesar de ler pouco, estou a procura de alguns bons então dica anotada, fiquei bem interessada

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!