Título: Harry Potter e o Cálice de Fogo
Original: Harry Potter and the Goblet of Fire
Autor: J.K. Rowling
Número de páginas: 536
Ano: 2001
Tradução: Lia Wyler
Editora: Rocco
No quarto ano em Hogwarts, Harry Potter, embora ainda sem idade suficiente, é misteriosamente selecionado pelo Cálice de Fogo para competir no arriscado Torneio Tribruxo. Estranhos sinais luminosos no céu mostram que Voldemort pode estar anunciando sua volta. Além disso, a marca na testa de Harry não para de doer, o que sempre significa que algo muito tenso está para acontecer.


Atenção! Possui spoilers dos primeiros livros!



É o quarto ano de Harry Potter dentro do universo bruxo, e após enfrentar grandes situações perigosas nos anos anteriores, desta vez parece que a coisa ficou séria. Sua cicatriz começou a doer e ele passou a ter "visões" e sonhos com o cruel Voldemort.

Mas antes de saber o que lhe aguarda, Harry recebe a ilustre visita de Arthur Weasley, pai de seu amigo Rony, que veio lhe buscar para passar o restante das férias com a família Weasley n' A Toca, e poder assistir ao vivo a final do campeonato mundial de Quadribol.

Após o jogo, figuras estranhas invadem o acampamento dos bruxos, usando máscaras pretas e fazendo arruaça. De repente a figura de uma caveira com uma cobra em volta aparece no céu, deixando todos apavorados, pois alguns sabem do que se trata: a marca negra, o sinal de comunicação entre os seguidores de Voldemort. E mesmo que não tenham feito nenhuma vítima, não pode-se ficar tranquilo com a ocorrência desse episódio.

Já em Hogwarts, os alunos recebem a notícia de que naquele ano aconteceria o Torneio Tribruxo, uma disputa entre alunos das três maiores escolas de magia: Hogwarts, Durmstrang e Beauxbatons. Cada escola teria direito a selecionar um aluno, com 17 anos ou mais, para participar. O sorteio é feito pelo objeto mágico chamado Cálice de Fogo, que sempre escolhe os alunos mais corajosos, inteligentes e capacitados para realizar as provas do torneio.

E adivinha quem é selecionado para participar? Isso mesmo! O nosso Harry Tiago Potter rsrs

Por isso algo estranho paira no ar. Harry tem apenas 14 anos, e não deveria ter sido selecionado. Para começar, ele nem havia colocado seu nome no cálice, nem pedido para que alguém mais velho colocasse. E outro aluno de Hogwarts já havia sido selecionado, mas mesmo assim o torneio seguiria em frente, com quatro participantes.

Logo os desafios começam e são tarefas muito perigosas, porém, parece que a sorte está sorrindo para Harry. A ajuda vem de  lugares inesperados, fazendo com que ele possa se antecipar e se preparar para as tarefas "mortais".


Entre atividades arriscadas do Torneio Tribruxo, disciplinas e trabalhos escolares, Harry, Rony e Hermione mais uma vez tem preocupações além da conta para se preocupar, pois aquela sensação de que algo ruim está por vir não os deixa em paz.

É uma aventura mais que emocionante. Dragões, "sereianos", esfinges... Diversas criaturas mágicas aparecem pela primeira vez nessa história para nos encantar e nos deixar cada vez mais extasiados. E novos personagens também aparecem para confundir, e fazer duvidar de suas atitudes.

Fora que o quarto livro nos apresenta um Harry mais maduro e menos inocente. O que ele enfrenta nesse livro às vezes nem um bruxo adulto experiente poderia ser capaz de enfrentar. Esqueçam o menino que sobreviveu, ou o que não sabia que era um bruxo. Mesmo com toda ajuda recebida durante os desafios do torneio, ele os resolve com bravura e muita coragem

As sensações durante a leitura de Harry Potter e o Cálice de Fogo são indescritíveis, e como fã dessa saga, fica difícil para mim expressar com precisão o quanto ela é maravilhosa.

Então, só posso dizer que recomendo imensamente.



A resenha faz parte do Especial Harry Potter, em comemoração aos 20 anos da publicação de Harry Potter e a Pedra Filosofal na Inglaterra.


6 Comentários

  1. Olá,
    Menina já faz 20 anos da publicação na Inglaterra?! Caramba como o tempo voa.
    Confesso que ainda não fiz a leitura de nenhum dos volumes e que acabei lendo meio que por cima sua resenha por conter spoiler dos anteriores.
    Achei bem curioso o nome do Harry ir parar no cálice sem que ele ou ninguém que ele pediu tivesse colocado e quero descobrir porque isso aconteceu. A trama parece ser regada a bastante ação e um leve suspense agradável em torno dos acontecimentos. Amei saber um pouco mais do livro através de suas impressões.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  2. Olá! HP é tudo de bom! Sou apaixonada pelos livros, por esse universo criado! O Cálice de Fogo é um dos mais emocionantes. 20 anos de HP, é uma obra atemporal. Amei a resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Vou te confessar que por um bom tempo Harry Potter e o Cálice de Fogo foi o livro que eu menos gostava da série e era o único que eu me recusava a reler, porque achei muito arrastado. Ano passado decidi reler toda a série e fiquei sem entender porque não gostava de O Cálice de Fogo. Ele não superou meus favoritos, que são o 3º e o 7º, mas ficou em terceiro empatado com A Ordem da Fênix.
    Adorei sua resenha e amei a ideia de fazer um especial sobre Harry Potter.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. esse livro é emocionante, li há alguns muitos anos e gostei tanto, tenho preguiça de reler a série, não vou dizer que me marcou, mas é uma ótima leitura.

    ResponderExcluir
  5. confesso que as aventuras do universo de harry nao me empolgam...até tentei ler certa vez mas foi desastrosa a experiência...mas sei que muita gente se encanta...
    bjs...

    ResponderExcluir
  6. Um dia eu ainda vou criar um projeto para ler HP. Eu só li o primeiro livro, a escrita não me prendeu e eu me senti entediada lendo. Não foi um livro pra mim mesmo.


    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!