Título: Eleonora
Autor: Edgar Allan Poe
Número de páginas: 4
Ano: 1841
Tradução: Fonte não localizada 

Sinopse: Um homem vive com uma prima e uma tia no Vale de Many-Colored Grass, um paraíso idílico repleto de flores, árvores fantásticas e o Rio do Silêncio. Este paraíso permanecia inacessível a forasteiros por isso eles viviam isolados, mas felizes. (Fonte: http://www.livros-digitais.com/edgar-allan-poe/eleonora/sinopse)

Assim como outras histórias de Poe, o narrador começa falando sobre sua experiência com o sobrenatural e a questão da loucura, de certa forma até exaltando-a:

"Descendo de uma estirpe que se distingue pelo vigor da imaginação e pelo ardor das paixões. Os homens chamaram-me louco; mas está ainda por estabelecer se a loucura é ou não a mais suprema inteligência, se muito do que é glorioso, se tudo o que é profundo não provém de uma enfermidade do pensamento - de modos de espírito exaltados em detrimento do intelecto geral. [...]"
Ele vai relatando em seguida o porquê de ser considerado louco, mostrando que por trás de uma história aparentemente comum e inocente, há uma consequência terrivelmente sombria e traumática.

Eleonora nada mais é do que a prima do narrador, e estes eram apaixonados desde a infância. Eles moravam juntos e viviam em um lugar magnífico para inspirar tal romance.

Porém, logo na juventude, Eleonora acaba morrendo, e pouco antes de morrer seu amado promete-lhe não amar outra mulher como havia amado-a.
Essa promessa acabou deixando ele atordoado, tanto que afirma não confiar em sua própria lucidez. Os anos passam para ele sofridamente, pois segundo sua opinião o lugar outrora era tão encantador, havia se transformado drasticamente.
"[...] As flores em forma de estrela murcharam nos troncos das árvores e não mais tornaram a aparecer. As tonalidades do tapete verdejante esmoreceram; e, em lugar delas, haviam brotado, às dezenas, violetas sombrias, quais olhos, que se retorciam penosamente e estavam continuamente carregadas de orvalho. [...]"

A essa transformação o narrador atribuía à morte de Eleonora, que, em seus delírios, vinha também visitar-lhe.

Apesar de tudo ele sentia vontade de amar novamente e acaba se casando com uma mulher chamada Ermengarda, mesmo temendo que uma maldição lhe caísse por "trair" Eleonora. Mas segundo ele, em uma noite veio a voz desta dizendo que ele estava absolvido da promessa que havia feito, e só quando ele = morresse iria saber.

Como já citei aqui várias vezes, sou fascinada pela escrita de Edgar Allan Poe. A descrição do ambiente e situações são feitas de formas tão bem detalhadas, que  nos aproximam da história de forma marcante, daquele jeito que você sente o momento narrado como sendo vivido "aqui e agora".

Outro ponto favorável é o de ser uma leitura rápida, simples e bem fluída. Só não recomendo muito para quem espera algo além do romance e a promessa feita pelo narrador à sua amada. As partes sombrias ficam pela narrativa de Poe sobre o contato do narrador com uma pessoa do "além". 

Especula-se que o conto foi uma espécie de autobiografia do autor, que o criou a fim de aliviar a perda da sua esposa, que também era sua prima e adoeceu.

O conto foi disponibilizado pelo desafio literário #12mesesdepoe (criado pelo blog Anna Costa) para o mês de março. A experiência com o desafio está sendo muito gratificante para mim, pois estou conhecendo várias faces de Poe, tanto através da prosa quanto do verso.

Enfim, recomendo com certeza!












18 Comentários

  1. Oi Ana, tudo bem?

    Não tinha ouvido falar desse autor, e nem resenha em outros blogs.
    Infelizmente "sobrenatural" não é algo que me agrada.
    Mas fiquei impressionada pelo número de páginas do livro e o quanto você absorveu dele.

    Parabéns pela resenha... Seu blog é fofinho.

    Beijos,

    frasesdeumlivroqualquer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Tudo ótimo e você? :)
      O gênero não tão assustador quanto aparenta, mas tem um bocadinho de descrições mórbidas do autor rsrs
      Obrigada :* Fico feliz que tenha gostado!

      Excluir
  2. Cada história de Poe tem um pedaço de sua mente insana. A banda Tristania fez uma música baseada nesse conto "My lost lenore"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Elaine!
      Não sabia *o* Talvez porque não conhecia a banda, mas vou dar uma conferida! Obrigada pela dica :*

      Excluir
  3. Olá
    Gostei desse desafio, será que ainda dá pra participar?
    Adorei a sua postagem!! Nota 10
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Renata! Acredito que sim :)
      Só clicar no nome do blog Anna Costa e será direcionado ao link do desafio.
      Fico feliz que tenha gostado!

      Excluir
  4. Oi Ana, conheço o projeto e assim que vi a sinopse realmente pensei que arremetia ao proprio autor, pois o mesmo morava com a tia e a prima (esposa). ainda não li esse conto, mas espero poder ler em breve.

    Bjs Jany

    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Ainda estou conhecendo várias coisas sobre Poe e me surpreendendo muito com a relação da própria vida dele com as suas histórias... São fascinantes *-*
      Beijos

      Excluir
  5. Oi Ana. Que legal.
    Nunca tinha ouvido falar sobre esse autor. O trabalho dele parece bem interessante. Espero ter a oportunidade de ler algum livro dele em breve. Sem duvidas, vai para minha lista. Beijos.
    https://v3rsosdaalma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Laura!
      Fico feliz que tenha gostado! Poe escrevia apenas contos e poemas, então as histórias podem ser lidas rapidamente. Espero que aprecie a leitura :*

      Excluir
  6. Olá, xará.
    Eu nunca li nada do autor e me envergonho por isto, já que é um autor super bem recomendado.
    Adorei esse conto e gostei ainda mais de saber que pode ter envolvimento com a vida pessoal do autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana!
      É uma história melhor que a outra!
      Te garanto ^_^

      Excluir
  7. Olá...menina, eu estou super atrasada com esse projeto. Sempre tive vontade de ler os contos do autor, mas devido a problemas pessoais eu ainda não consegui ler nada dos 3 primeiros meses.

    Espero que em abril eu consiga tirar o atraso!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Boa sorte com o projeto :*
      Ótimas leituras!

      Excluir
  8. Oiee Ana ^^
    OMG eu só li os de janeiro *-* me esqueci completamente dos outros kkkkkk' ver a sua postagem me lembrou. Vou ver se coloco as leituras em dia amanhã, senão nem adianta participar do projeto. "Eleonora" parece ser muito interessante, eu gosto da escrita do autor :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Hahah
      Acontece :) Eu comecei muuuito atrasada, mas já coloquei em dia, pois são leituras rapidinhas, né.
      Beijos!

      Excluir
  9. Eu sempre tive a curiosidade de conhecer mais as obras de autor. Esse post me ajudou bastante ❤❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico mega contente que tenha te ajudado :*

      Excluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!