Título: A Coroa - Série A Seleção #5
Original: The Crown
Autora: Kiera Cass
Número de páginas: 310
Ano: 2016
Tradução: Cristian Clemente
Editora: Seguinte

Em A Herdeira, o universo de a Seleção entrou numa nova era. Vinte anos se passaram desde que America Singer e o príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria seleção. Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… e agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil - e importante - do que esperava. America Singer e o Príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria seleção.
Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… e agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil - e importante - do que esperava.
ATENÇÃO: Pode conter spoilers sobre livros anteriores da série.

Quando eu gosto muito de um livro fico um pouco apreensiva ao fazer uma resenha. Eu enrolei bastante tempo para falar deste aqui, porque foi uma grande surpresa para mim. Eu não gostei muito de “A Herdeira” (como vocês podem conferir aqui na resenha) e passei quase o livro inteiro odiando a Eadlyn, mas lá no finalzinho eu tentei compreende-la e acabei aceitando a personalidade dela.

Em a Coroa, já a estava vendo com outros olhos. Ela é uma garota mimada e um tanto fútil, mas ela também é insegura.  Imagina desde que nasceu ela está se preparando para um dia ser Rainha, o público não à aceita bem, os súditos não querem ser governados por ela, o conselho não quer que ela assuma, e mesmo assim, um dia ela teria que subir ao trono e ainda escolher um marido por obrigação em meio a tudo isso.

"E como é que eu estava indo escolher um marido? Quem era a melhor escolha? Quem o público aprovava mais? Aquela era mesmo uma boa pergunta para se fazer? Ou era mesmo o correto?"

A seleção não vai bem, o reino não vai bem, sua mãe, nossa eterna Rainha America, também está com a saúde debilitada... são tempos difíceis. Mas em meio a todas as tormentas ela descobre o amor e com o passar dos capítulos consegui descobrir o quanto ela era generosa, assim como seus pais. Não poderíamos esperar menos, afinal, ela é uma Schreave/Singer.



Eu realmente não esperava gostar do livro. Só queria saber como tudo acabaria. Mas lá por certa altura, comecei a me apegar muito aos personagens (tanto principais quanto secundários) e chorei muitas e muitas lágrimas junto com a Eadlyn.

"Olhei descontroladamente para aqueles olhos azuis e abandonei todas as preocupações em minha cabeça. Meu coração disse corra. Então eu peguei a mão dele e fiz exatamente isso."

O livro focou muito mais no romance e na importância da futura rainha em suas tarefas diárias. Poderia ter ficado melhor? Com certeza. Até porque só comecei a gostar de verdade na metade para o final. A coisa que mais me incomodou provavelmente foi a capa, que não ficou tão maravilhosa quanto as outras, haha’. Não sei se foi o momento, ou se eu estava sensível durante a leitura, mas sei que eu adorei a conclusão da história de Eadlyn (e da família Schreave).


E eu imploro, por favor Kiera Cass, pare de escrever histórias sobre Illéa!

16 Comentários

  1. Eu ainda não li essa história, mas já ouvi falar e me disseram que é incrível.
    Eu quero muito ter a oportunidade de ler e aproveitar, principalmente agora que chegou a vez da filha deles.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcela a série é ótima. Mas a primeira parte, onde é a seleção da America é mais empolgante do que esta segundo, com certeza. Mas o livro A Coroa me tocou de um jeito que eu nunca imaginaria.

      Excluir
  2. Oi.
    Com certeza essa foi uma série que deu o que falar.
    Gostei muito da sua resenha sobre o livro.
    Abrçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii
      Que bom! Sim a série foi bastante comentada, principalmente nos últimos dois anos. Quando comprei os dois primeiros livros ainda era bem desconhecida no Brasil, mas logo se tornou um sucesso.

      Excluir
  3. Fiquei curiosa graças à sua resenha! Muito boa! 💐

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que consegui instigar sua curiosidade Valéria! *o*

      Excluir
  4. Olá! A primeira coisa que me chamou a atenção foi a capa. Ao contrário de você, eu achei lindíssima! Deve ser muito interessante ler sobre a personagem cuja mãe está com a saúde debilitada, é um momento muito delicado na vida de qualquer pessoa. Que bom que se apegou nos personagens, eu adoro quando isso acontece! Que maravilhoso o foco no romance, eu amo bons romances. Ainda não li nada da autora, mas pretendo começar logo.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Karla, essa série é muito legal.
      Comprei a anos atrás os dois primeiros livros só porque as capas eram fantasticamente lindas, mas me apeguei muito a história. Recomendo!

      Excluir
  5. Oie Niina!
    Confesso que ainda não li a resenha porque não li a série e estou fugindo de todos os spoilers possíveis, hahaha.
    Comprei a box recentemente e quero maratonar, sabe?
    Prometo que quando ler volto aqui pra um comentário melhor e pra comparar nossas opiniões!
    Bjocas,

    www.umdiamelivro.com.br
    www.youtube.com/literamigas4

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois me conta o que achou!!!
      O primeiro livro é o meu favorito, desaprovei um pouco o terceiro e apesar de ter ficado meio assim com a continuação na versão da Eadlyn, eu amei o último livro.

      Excluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu sou apaixonada na trilogia "original" de A Seleção, e confesso que fiquei com muita vontade de ler os livros da Eadlyn, mas na época do lançamento todos falaram mal da personalidade dela e isso me desanimou bastante, mas pelo que vi ela melhor rsrs. Então com certeza irei colocar os dois livros na minha listinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema da Eadlyn é que ela não é aquela protagonista que todos estavam esperando, uma America 2.0. Mas ela desenvolve muito a personalidade durante os dois livros.

      Excluir
  7. Olá...eu adorei a série, mas esperava mais desse último livro.
    Gostei do final, mas queria que ela escolhesse outro pretendente. E queria vez mais sobre America.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei que faltou um pouco da America na história, mas, o foco era a Eadlyn enfim.
      Eu adorei o último, pois não foi previsível como achei que seria.

      Excluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!

Categorias