Título: Bonequinha de Luxo
Original: Breakfast at Tiffany's
Autor: Truman Capote
Número de Páginas: 145
Ano: 2005
Tradução:  Samuel Titan Jr.
Editora: Companhia das Letras

Sinopse: Em Bonequinha de Luxo, novela de 1958, escrita com mão levíssima, o escritor norte-americano Truman Capote acompanha as estrepolias de Holly Golightly, a jovem que escapa da vida besta do interior para tentar a sorte na Nova York dos anos da Segunda Guerra. Moça de hábitos e horários nada ortodoxos, Holly põe em polvorosa uma galeria de personagens que vai de um mafioso preso a um escritor inédito, passando por um fotógrafo japonês, uma modelo gaga e uma cantora rouca – para não falar de um certo diplomata brasileiro. Tudo isso sem abandonar a visão de uma vida de luxo, calma e volúpia, se possível bem longe do Texas e bem perto da joalheria Tiffany’s. Celebrizada nas telas de cinema por Audrey Hepburn no filme homônimo de Blake Edwards, Holly é uma das criações mais felizes de Capote, mistura inextricável de ninfa diáfana e moça roçuda, tão viva e sedutora hoje como quase meio século atrás.

Descrito em primeira pessoa, o narrador conta sobre a história da vida de Holly Golightly,  uma acompanhante de luxo de 19 anos que parece não dar a mínima para o que as pessoas pensam ou falam a seu respeito. Ela só quer saber de aproveitar a vida ao máximo e apreciar sua querida Tiffany's na bela Nova York dos anos 30/40.

O narrador não diz qual é seu nome, mas Holly o chama de Fred porque diz ter um irmão com esse nome. Ele a conheceu ao se mudar para o mesmo prédio que Holly mora,  e logo de cara fica um tanto assustado com o que ela faz para ganhar a vida, mas ao mesmo tempo fica encantado com a personalidade dela.

Na verdade é difícil algum homem não ficar encantado com Holly, por isso ela consegue bancar suas vontades e comprar coisas que sempre quis.

Vamos conhecendo mais sobre a personagem conforme os acontecimentos vão sendo narrados pelo seu companheiro de prédio, que faz  querer saber se eles vão se apaixonar ou qual outra coisa poderá acontecer, ou em que aventura Holly irá embarcar.

Não vou negar que gostei mais do final maravilindo do filme do que do final vago do livro. Embora não possa deixar de admitir que a maioria dos fatos ocorrem em ambos, como, por exemplo, as visitas de Holly ao mafioso Sally Tomato, a descoberta de Doc, o ex marido de Holly, o roubo das máscaras de Halloween na Terceira Avenida, o plano de Holly de se casar com um brasileiro, e entre outras coisas mais.

Fiquei um pouco decepcionada, realmente, visto que assisti ao filme antes de ler o livro. Na verdade, acho que teria gostado mais do filme de qualquer forma rsrs, porque sou encantada pela Audrey Hepburn vivendo a personagem da Holly. A Audrey é a Holly sem tirar nem por, então nem consegui imaginar outra atriz fazendo o papel. É amor demais *-*



Na época em que se passa a Segunda Guerra Mundial, a mulher ainda deveria ser vista apenas como uma dona de casa, submissa a um marido e com a obrigação de ser prendada e recatada, mas Holly Golightly tem uma vida livre, independente e é totalmente dona de si, por isso sou fã da obra. Bonequinha de Luxo consegue nos mostrar que a mulher não deve ter a pretensão de seguir aos padrões ditados pela sociedade em  dar satisfação da nossa vida para alguém.

Em momento algum é citado que Holly é uma prostituta, mesmo que ela tenha abordado algumas vezes o fato de ter dormido com alguns homens. Mas isso não significa que ela tenha feito isso realmente, muito menos por dinheiro. Ela é misteriosa, engenhosa e de personalidade forte. Não há como saber. Mais uma vez é a velha história do "meu corpo, minhas regras". Ponto e fim.






A Nina e eu participamos do desfio "I Dare You". Eu cadastrei minha participação pelo meu perfil do Skoob (Ana Medeiros), mas postarei minhas resenhas aqui também =)

Mês de Fevereiro - New York

40 Comentários

  1. Olá,

    Eu não conhecia a obra e não me senti atraído pela sinopse, mas lendo a sua resenha eu fiquei bastante curioso como uma mulher na época da ditadura conseguia ser livre como a protagonista. Sem sombras de dúvidas eu daria uma oportunidade para esse livro, achei bem interessante e curioso as características de Holly!

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Holly tem uma personalidade forte, é maluquinha, faz o que bem quer, na hora que quer... É de fato uma criatura fascinante :)

      Excluir
  2. Oi, tudo bom?
    Não sabia que havia um livro desse filme! Eu nunca assisti o filme (pasme!) mas pretendo, agora quero ler o livro antes!! Hahahaha
    O "Uma noite com Audrey Hepburn" também está na minha listinha, então acho que é indispensavel ler Bonequinha de Luxo também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siim *-* Tem algo relacionando com a atriz, ou a personagem, mas também quero ler esse :)

      Excluir
  3. Olá! Nunca vi o filme e nunca me interessei pelo livro, até ler sua resenha..... acho que ler um livro que fala da mulher como um humano de vontades próprias e que cria as próprias regras é sempre libertador! A clássica Audrey foi perfeita para o filme e, só vi alguns pedaços. Quero ler este livro, mesmo vc comentando que o final eh vago. Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Que bom que gostou :) Holly, apesar de esconder seus temores e dificuldades, dá sempre nó em pingo d'água para conseguir o que quer. E o mais legal é que ela não dá a mínima para o que os outros pensam dela. É mesmo libertador.

      Excluir
  4. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro e devo confessar que não faz muito o meu tipo de leitura! Mas a historia de acompanhante de luxo nos anos 30/40 em Nova York não deixa de ter a sua riqueza! :)

    Bem, eu acho ótimo que a protagonista cative e tenha personalidade forte, isso e sempre ótimo! :) Que bom que há contraste com a sociedade!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Concordo plenamente. Particularmente amo ler histórias sobre personagens femininas fortes. Acho que ainda falta muito esse "empoderamento".
      ótimas leituras para você também :*

      Excluir
  5. Acredita que eu nunca assisti esse filme? Não sabia nem do que se tratava e de que tinha um livro. Fiquei bastante interessada em ler a obra, gostei de saber que é ambientado nos anos 30/40. Quero conhecer melhor essa personagem tão famosa!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura? É um clássico maravilhoso. Vale muito a pena conhecer a Holly :D
      Beijos :*

      Excluir
  6. Olá!
    Sou apaixonaaada pelo filme, acho que a Blair de Gossip Girl teve uma boa influência em mim quanto a isso hahaha sempre tive vontade de ler o livro, mas fiquei triste em saber que o filme é mais emocionante, a gente sempre espera o contrário né?
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Não assisti à série, mas entendi um pouco a referência hehehe
      Pois é, Luana, sempre esperamos muito do livro. Na verdade quando vi o filme não sabia que tinha livro e amei, então quando li já tinha criado uma expectativa enorme e me decepcionei um pouco :/ Mas pelo começo e a história em geral é maravilhosa.
      Beijos :*

      Excluir
  7. Olá!
    Nossa, eu era uma criança quando assisti esse filme. Lembro-me vagamente de algumas coisas, mas recordo-me de admirar demais a atriz por sua beleza e desenvoltura. Não é a toa que foi considerada sexy simbol da época. Acho que teria que rever o filme pra poder mergulhar na leitura, já que na sua opinião o filme foi melhor. rsrs
    ótima dica.
    Abs
    ni
    Cia doLeitopr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Um clássico, né... E Audrey é uma das minhas atrizes favoritas, então tudo relacionado a ela ou a personagem mais famosa que ela interpretou me chamam atenção :)
      Abração!

      Excluir
  8. Não li o livro, mas o filme é muito bom mesmo, e concordo que a Audrey é a cara exata da personagem. devo dizer que concordo plenamente com a frase resumo que você citou: meu corpo, minhas regras. Muito bem mostrado no enredo.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado. Adoro essa frase e representa muito meu ponto de vista :)
      Beijos :*

      Excluir
  9. Oi.

    Estava essa semana pensando em ver o filme, comecei a assistir, mas tive que parar. Ainda não li o livro, porém, tenho muita vontade de ler um dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi.
      Espero que goste :* Recomendo muito!

      Excluir
  10. Olá
    eu já vi o filme e gosto muito, sou louca para ler o livro pois é uma história bem amor e fofa, ótimo para descansar e relaxar, adorei ver a sua resenha

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Somos duas loucas por ele o/ hehe
      Fico feliz que tenha gostado!
      Beijos :*

      Excluir
  11. Oi, eu vi o filme e realmente não amei como tantos amam... Eu vejo o potencial, acho bem interessante, mas não achei ainda o ponto alto que todos amam... Mas eu nunca li o livro, então eu realmente acho que esse pode ser o diferencial para que eu realmente goste ou assim como você continue achando que o filme é muito bom e é o melhor da história. Gosto das personalidades dos protagonistas e da história apresentada e o fato de que a atriz executa tão bem seu papel. Não sei se leria nesse momento, uma vez que essa não é a história que mais gostei até agora, mas quem sabe mais para frente eu leia!
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Que pena que não gostou. Mas talvez então seja mesmo um diferencial, e espero que possa ler e gostar ;)
      Beijo :*

      Excluir
  12. Oi.
    Eu não conhecia a obra, nem o filme, nem o livro.
    Interessantíssimo um livro retratar uma mulher tão forte e independente nos anos 30/40.
    Fiquei curiosa com o narrador também. Será que eles poderiam se apaixonar, ou seria um senhor de idade que observa a vizinha bonita depois que se aposentou?
    Acrescentei à minha lista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      No filme ele parece ser só um pouco mais velho, e apesar de não mencionar no livro, acredito que não tenha mais do que 35 anos, porque ele é um escritor que está começando no mercado (pelo menos foi o que entendi rsrs)
      Espero que goste, flor :*

      Excluir
  13. Oii!
    Conhecia essa obra há um tempo visto que é muito comentada por alguns amigos meus. Gostei de conhecer suas impressões, mas fiquei levemente desapontada por você ter gostado mais do filme, pois na minha mente sempre que isso acontece é porque o livro não é realmente tão bom assim.
    De toda forma, vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna. Só o final é meio vago, mas no resto ficou idêntico ao filme. A adaptação captou quase todo o livo :)

      Excluir
  14. Aquela que sempre ouviu falar muito bem do filme mas não tinha a menor ideia de que existia um livro... Rs... Tenho certeza que ia me irritar com o final vago, então não sei, talvez seja melhor apenas ver o filme. Acho que vou gostar muito da Holly por ser independente e dona de si, e por viver sua vida da forma que quer sem se preocupar com as expectativas e regras da sociedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ju. O lado bom desse final é que dá pra gente imaginar o que pode acontecer. Fica a nosso critério. Mas, confesso que ás vezes (como que aconteceu nesse livro) não me agrada também.
      Enfim, tem quem curta rsrs

      Excluir
  15. Olá!
    Nossa, acho que essa é uma das poucas vezes que vemos um filme melhor que o livro haahaha É claro que eu conhecia a história por causa do filme, mas nunca assisti, então fiquei curiosa sobre a diferença dos dois finais nas obras. Adorei poder conferir a sua resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carolina!
      Espero que possa conferir sobre as obras :)
      Acho que criei uma polêmica sobre o fato do filme agradar mais. Mas os dois são bons. Gostei de ambos.
      Beijos :*

      Excluir
  16. Oi, adorei a sua resenha. Nunca tive grande vontade de ler esse livro, mas confesso que me senti intrigada com tudo o que você narrou. Gosto desse viés de vermos a mulher sendo independente, em uma época em que a submissão imperava. É uma pena o fim do livro ter sido muito vago.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tamara!
      Fico feliz que tenha gostado!
      É principalmente por essa independência que me cativou tanto.

      Excluir
  17. Nunca li o livro e só recentemente assisti o filme... E o achei meio machista, haha! Sei que é por conta da época e tudo o mais, mas não gostei XD

    Pelo que você disse, o filme é mais feminista... Mas analisei pelo comportamento daqueles que estão ao redor dela... Não li o livro, então só posso me basear no filme.

    E sim, a Audrey ficou belissima no papel!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Talvez não tenha me expressado bem. (Sorry) Tentei colocar o comportamento e atitudes dela como feministas. Por exemplo ela tentar ser independente e não dar a mínima para o que pensam dela. Mas de fato, analisando os outros personagens, principalmente o narrador, é muito machista mesmo.
      Abraços!

      Abraços!

      Excluir
  18. Eu esperava mais do filme. Agora vou colocar o livro na lista. Basta alguém dizer que não curtiu alguma coisa que fico curiosa querendo ler rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes faço dessa também. A curiosidade fala mais alto haha

      Excluir
  19. Olá!
    Estou com esse livro para ler já tem um tempinho e ele é o próximo da minha lista e fico triste que não tenha gostado do final do livro, preferindo o do filme. Também não assisti ao filme porque estou querendo ler o livro primeiro. Normalmente e decepciono com as adaptações, então...
    Adorei a sua resenha e por levantado a questão de porque naquela época seria espantoso o que a personagem faz.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Taisa!
      Espero que goste :*
      Não sei lidar com finais indefinidos na verdade rsrs Mas o restante é muito bom.
      Beijos!

      Excluir
  20. Amei sua resenha! Eu não li e nem assisti o filme ainda.

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!

Categorias