Título: O Filho de Netuno
Original: The Son of Neptune
Autor: Rick Riordan
Número de páginas: 432
Ano: 2012
Tradução: Raquel Zampil
Editora: Intrínseca


A vida de Percy Jackson é assim mesmo: uma grande bagunça de deuses e monstros que, na maioria das vezes, acaba em problemas. Filho de Poseidon, o deus do mar, um belo dia ele acorda de um longo sono e não sabe muito mais do que o seu próprio nome. Mesmo quando a loba Lupa lhe conta que ele é um semideus e o treina para lutar usando a caneta/espada que carrega no bolso, sua mente continua nebulosa. De alguma forma, Percy consegue chegar a um acampamento de semideuses, mas o lugar não o ajuda a recobrar qualquer lembrança. A única coisa que consegue recordar é outro nome: Annabeth.
Com seus novos amigos, Hazel e Frank, Percy descobre que o deus da morte, Tânatos, está aprisionado e que Gaia pretende reunir um exército de gigantes para dominar o mundo e reescrever as regras da vida e da morte. Juntos, os três embarcam em uma missão aparentemente impossível rumo ao Alasca, uma terra além do controle dos deuses, para cumprir seus papéis na misteriosa Profecia dos Sete. Se falharem, as consequências, é claro, serão desastrosas.


!Cuidado! Pode conter spoilers do primeiro livro “O Herói Perdido” (resenha aqui).

É agora que as coisas começam a pegar fogo!

"- Não posso culpá-lo. Ninguém recebe a guerra de braços aberto... Não se for inteligente. Mas a guerra chega para todos, mais cedo ou mais tarde. É inevitável."

Eu ainda estou meio boba com a super capacidade de Rick Riordan em misturar duas séries, dois mundos e duas histórias e ainda sim conseguir fazer um super livro! Sério! Em O Herói Perdido conhecemos as histórias de Jason, Pipper e Leo, e agora em o Filho de Netuno revemos Percy <3 e seus dois novos amigos romanos Hazel, uma garota misteriosa filha de Marte (ou Hades, como queiram) e Frank um grandalhão meio desajeitado que ainda não encontrou seu lugar no mundo e esconde um doloroso segredo. Ambos chegaram a pouco tempo no Acampamento Júpiter e logo acolhem Percy e o ajudam a se ajustar. Seguindo a mesma forma do primeiro livro, os capítulos são narrados pelos três protagonistas, sendo intercalados e dando um parecer mais abrangente sobre a vida de cada um deles.

Assim como Jason, Percy Jackson também está sofrendo de uma amnésia causada por Juno, mas o fato é que o livro se passa a alguns meses do outro. Aqui descobrimos que Percy estava em um sono profundo por oito longos meses! E quando acorda só tem pequenos vislumbres de sua vida, mas lembra-se claramente de alguém: Annabeth (ai o amor <3).



Percy chega ao acampamento Romano (finalmente descobrimos mais sobre este povo: muito organizados, porém sem muita paciência, qualquer deslize, eles matam mesmo!), e lá conhece seus novos parceiros Hazel e Frank, além de Reyna e Octavius. Marte (ou Ares, como queiram) os incumbe de uma missão, colocando-os sob sérios riscos. Obviamente os heróis aceitam e encaram muitos perigos, que devo dizer foram batalhas muito melhores do que as do primeiro livro. Qual era esta missão, vocês perguntam? Chegar a terra em que os deuses não tem poder, o Alasca, e enfrentar outro dos gigantes de Gaia que estava acordando, e de quebra ainda resgatar a águia da legião que há muito foi perdida em outra expedição super perigosa as terras além do poder dos deuses.

"Às vezes, partilhar um problema não faz com que seja mais fácil suportá-lo."

A ambientação do Acampamento Júpiter não deixou a desejar, como já comentei, eles são bem mais organizados que o meio-sangue, porém ainda preferiria viver com os gregos. Outra coisa interessante é o fato de que várias criaturas que são “amigas” dos gregos, são “do mal” em suas formas romanas, ou tem outras utilizações, como os Faunos e os Centauros. Outro personagem que eu adorei foi Ella, a harpia. Ri demais com esta figura.

Achei o livro sensacional! Não esperava muito da série como vocês podem ter visto na resenha de “O Herói Perdido”, mas agora que o Percy voltou tudo ficou mais divertido. Estou muito ansiosa para começar o terceiro livro e só quero ver a confusão que vai ser entre gregos e romanos! Rick Riordan é realmente um super escritor e um maravilhoso professor de história!

7 Comentários

  1. Parabéns pela resenha! Adorei conhecer melhor essa nova série. Já li Percy Jackson e os olimpianos e gostei bastante. Mas ainda estava apreensiva sobre essa série. Mas vou dar uma chance a ela ;-)

    ateoriadaslaranjas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Vitoria, por enquanto eu estou gostando muito, apesar de que achei ela mais confusa do que a primeira série. ainda prefiro o PJ original =)

      Excluir
  2. Adorei a resenha, principalmente pq tem spoiler do primeiro livro, isso ajuda a entender melhor a sequência! Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Esta série parece divertida. Tenho vontade de ler, vamos ver se desencalho este ano rsrs.

    ResponderExcluir
  4. Olá! Adoro quando os capítulos são narrados por vários personagens, acabamos conhecendo-os melhor dessa forma. Gostei de saber que tem romance nessa história. Realmente, esse povo é bravo mesmo, matando por qualquer deslize! Que bom que achou o livro sensacional. Não é muito o meu estilo, mas gostei da sua resenha.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!

Categorias