Título: Para Onde Ela Foi
Original: Where she went
Autora: Gayle Forman
Número de páginas: 240
Ano: 2014
Tradução: Santiago Nazarian
Editora: Novo Conceito

Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos não em milhas, não em continentes, não em anos , e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado.Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce.

É muito difícil para eu falar sobre este livro. Cuidado pode conter spoilers de Se Eu Ficar.
Quando vi a primeira vez a capa de Para Onde Ela Foi, que dizia que era a vez de Adam contar sua história me desinteressei na hora, que coisa chata ficar contando a mesma história de pontos de vista diferentes! Então eu li Se Eu Ficar, que continha uma prévia do tal segundo livro e fiquei surpresa ao constatar que aquilo não era um segundo ponto de vista, mas sim uma continuação! Louca como sou por continuações, eu senti que precisava daquela leitura, até porquê o primeiro livro termina em um momento crucial que deixa o leitor a imaginar o que ocorreu.

Três anos se passaram, três anos que Adam conseguiu salvar Mia do coma, três anos que Mia saiu da vida dele para sempre.... Ao ler esta frase eu só pensei, EPA, tem alguma coisa errada ai, como assim sai da vida dele? O que tem de errado com essa garota? Ela morreu depois de ter acordado? ãh?
Foi mais os menos essa a minha reação. Mas eu não estava preparada para tudo o que viria a seguir.

Deixa eu contar uma coisa para vocês: Eu chorei. Eu chorei o livro inteiro, eu chorei como se o mundo fosse acabar! Eu chorei como se eu fosse Adam e estivesse vivendo tudo aquilo. Eu chorei mais neste livro do que no primeiro. Já me senti muito desalmada por causa disto, mas depois analisando bem a situação, eu mesma me entendi. Você não? Calma eu explico.

O primeiro livro mexe com um tema muito impactante, a perda da família, Mia de uma hora para a outra se vê órfã e presa entre dois mundos sem saber se escolher viver ou morrer. Foi uma tragédia, não me entendam mal, mas foi aceitável! Acidentes acontecem, tragédias acontecem. Ligue a TV, elas estão por todo lugar. Foi emocionante, mas por um lado (meio frio e calculista) compreensível.
Agora em Para Onde Ela Foi conheci um Adam dilacerado, um rapaz ferrado mesmo, cheio de vícios, manias e superstições. Mia o deixou alguns meses após se recuperar e isto o devastou. Ele agora é uma estrela do rock! Tem dinheiro, fama, mas não tem Mia e isto é o que realmente importava. Ela o abandonou droga! Ela a salvou e ela simplesmente o deixou. Foi por isso que eu chorei, eu sofri. Porque ela teve uma escolha. Aquela tragédia não pode ser evitada, mas esta poderia. Este cara feliz e bacana que era Adam se transformou em um típico roqueiro, sem nada a perder ou ganhar. E agora vocês entendem o porque de eu ter chorado, certo?

O livro foi cheio de surpresas, e apesar de imaginar o final mais trágico e o mais feliz possível, eu fiquei em uma corda bamba durante toda a leitura. Emoções conflitantes demais! Passei a detestar a Mia. Por que ser assim  garota? E tentei, como eu tentei, entender todos os motivos que levaram tudo a acontecer, mas eu só conseguia pensar "Garota idiota, se não fosse por você ele não seria esse roqueiro ferrado que é agora".
Assim como no primeiro livro, a história é narrada entre o presente e o passado, o que nos faz entender muito bem tudo o que houve nestes três anos, mas achei que alguns capítulos que retratavam o passado estavam lá só para dar volume ao livro, mas bem, não posso reclamar, a história realmente me envolveu. Sou chorona e romântica, oi!

Bem depois de despejar meus sentimentos através desta resenha, que demorei meses para fazer pois não sabia muito bem como contar tudo isto, eu me sinto feliz comigo mesma. Acho que a algum tempo atrás não conseguiria me expressar tão bem, ficaria apenas despejando meu ódio sobre a Mia e a pena que senti do Adam.

Mas alguém chorou mais neste do que no primeiro? Por favor? Preciso parar de me sentir tão desalmada!




4 Comentários

  1. Ando à um tempão para ler esse livro. O primeiro marcou-me de uma forma inexplicável, mas tenho medo de ler esse.
    Beijo
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  2. Olá, Nina.
    Bom ver que você gostou tanto do livro. A resenha está repleto de sentimentos e isso é incrível! Para quem gosta de obras românticas com uma carga de drama, essa deve ser indicadíssima.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro. Serão seis livros para três vencedores.

    ResponderExcluir
  3. Ótima resenha. Esse livro tem uma história lindaaa!
    Beijos,

    http://blogsejaforte.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Poxa eu tenho o primeiro, mas perdi toda a vontade de ler e não sei pq????

    Acho que fiz a besteira de ver o filme, e até gostei, mas sei lá não me cativou e ai perdi a vontade de ler tb.

    Mas você me fez ter vontade de ler, então quem sabe eu de uma oportunidade em algum momento?

    beijoss e a resenha está linda.
    Fer
    http://www.matoporlivros.com.br/

    ResponderExcluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!

Categorias