Título: A Mulher do Viajante no Tempo
Título Original: Time Traveler's Wife
Autor/autora: Audrey Niffenegger
Número de Páginas: 456 páginas
Ano: 2011
Tradução: Adalgisa Campos da Silva
Editora: Suma de Letras


Um dos grandes sucessos literários da última década nos Estados Unidos, o romance de estréia de Audrey Niffenegger é a história de um casal que enfrenta um problema inusitado. Henry DeTemble tem uma rara condição genética: quando sofre o efeito de uma forte emoção, ele é transportado instantaneamente para o passado ou o futuro. De vez em quando, Clare Abshire, sua esposa, se vê sozinha esperando pelo seu retorno, tal qual a Penélope da mitologia grega. No entanto, onde poderia haver apenas saudade, solidão e estresse emocional, eles percebem a dádiva de poder renovar constantemente seu vínculo, olhando um para o outro sob diferentes prismas. Transportando-se aos sobressaltos para a infância, a adolescência e a juventude de Clare, Henry aos poucos desvenda a mulher que ama. E ela, através da força das mudanças de perspectiva, percebe que, de qualquer ângulo, ele é responsável por alguns dos momentos mais especiais de sua vida.

A autora narra a história de Henry DeTamble e Clare Abshire. Henry tem um Distúrbio Temporal (doença que o faz viajar no tempo), no qual ao se encontrar em situações de fortes emoções é levado para o passado ou futuro, deixando para trás sua linda e amada mulher.
"Odeio estar onde ela não está, quando não está. No entanto, vivo partindo, e ela não pode vir atrás."

Narrado sempre em primeira pessoa, o livro consegue nos mostrar os dois lados da moeda, o lado de quem parte e o de quem vê o outro partir.
 Eles se conhecem no campo, que faz parte da propriedade dos pais de Clare, em Michigan. Henry se encontra nu e escondido atrás do capim, até que Clare aparece, com uma toalha de praia e uma sacola de compras em mãos e apenas 6 anos de idade. Clare estende a toalha e cantarola. Enquanto faz o dever de caligrafia, Henry a acompanha e eles cantarolam juntos- ali estava sendo travado o início de um grande amor e de uma vida cheia de surpresas - Clare se assusta e ao pensar que quem estava atrás do capim alto era seu irmão, ela atira um de seus sapatos que acertam em cheio a boca de Henry. Depois de muta relutância, Clare empresta a toalha de praia para que Henry se cubra e limpe onde o sapato o acertou. Quando conta a ela que é um viajante no tempo, Clare ri não acreditando naquela conversa fiada do cara pelado na clareira. Ele propõe que ela fique e veja-o desaparecer.



"- Foi um prazer conhecer você. Não caia em conversa fiada. - Estendo a mão, que Clare pega com coragem. Enquanto a gente se cumprimenta, eu desapareço."

Depois desde dia Henry da à Clare algumas datas dos dias que ele voltará, e Clare passa a esperá-lo todas as vezes e por toda a vida. O amor dos dois se mantém vivo por toda a história, até mesmo quando o tamanho da casa não é suficiente para Clare trabalhar, ou as tentativas de engravidar, ou o cansaço de esperar sem saber quando ele voltará, ou até mesmo a morte.
 Resumindo: eu não poderia escolher um livro melhor para estrear minhas resenhas aqui. Eu fui cativada por essa história. Como o amor dos dois se mantém firme em todas as situações.
 Admito que ao ler o livro houve alguns momentos em que fiquei um pouco confusa e tive que que reler algumas páginas, mas depois de um tempo toda a ideia de viagem no tempo se torna mais entendível. Eu, sinceramente, amei o livro. Toda a ideia de ficar esperando seu amor voltar de uma de suas várias viagens no tempo e as próprias viagens no tempo me fascinaram, e espero que os fascine também.
P.S: Esse livro já recebeu uma adaptação cinematográfica, Te Amarei Para Sempre. O filme é tão lindo quanto o livro e é claro, não tem todos os detalhes do mesmo, mas nós conseguimos encontrar toda a essência do livro no filme. Então fica a dica do filme: Te Amarei Para Sempre.
                                                                                                         

11 Comentários

  1. Ta na lista com certeza !!!

    ResponderExcluir
  2. Eu não li esse livro, mas já assisti o filme e amei, fiz até um post no meu blog sobre viagem no tempo, eu sou apaixonada pelo tema, acho super intrigante, um pouco confuso dependendo da forma como é abordado, mas quando entendemos parece que tudo se encaixa e me dá vontade de viajar no tempo também kkkkk

    Beijo,
    http://portaoazul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também amo qualquer coisa relacionada a viagem no tempo *.* Eu não sei se você já assistiu ao filme Questão de Tempo, mas também é sobre viagem no tempo, e é lindo <3

      Excluir
  3. Minha situação não é muito diferente da Mariana Storck, Sheshe! Embora eu nunca tenha lido o livro, eu já vi, e achei fascinante, o filme. A história é realmente muito interessante. A forma como é trabalhada a viagem no tempo ao longo do filme e as possibilidades de tornar viável um relacionamento baseado em amor verdadeiro (mesmo com tal distúrbio) é motivante pros que terminam amores por muito menos (tal como a distância). Um excelente começo, Sheshe. Não sou nenhum especialista no que se refere a obras literárias contemporâneas, mas tenho certeza que "A mulher do viajante no tempo" foi uma excelente escolha pra um marco zero. Não sou, também, maior entendendor de análise de livros, hahahaha todavia gostei muito da forma como você fez sua!!!

    Like I said before, just keep it up!! =) <3

    ResponderExcluir
  4. Eu ainda não li o livro e também nunca vi o filme... Mas depois dessa resenha to louca pra conhecer melhor essa história! Me vejo ainda mais apaixonada com livros daqui um tempo. Olha que é apenas o começo hein flor. Continua firme ai que eu já quero ler a próxima resenha \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, flor *.*
      Que venham as próximas :)

      Excluir
  5. Oi tudo bom?
    Ai não sabia que esse filme era desse livro, gente. Agora animei pra ler kkk

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo sim *.* e vc?
      Acho que o fato deles terem atribuído outro nome ao filme, faz com que as pessoas não associem os dois...
      rsrsrs' pois leia. Eu recomendo.

      Excluir
  6. Olá!
    Infelizmente, ainda não li o livro nem vi o filme.
    Também não sabia que esse livro tinha filme.
    Ele está na minha wishlist há tempos.
    Adorei sua resenha.
    Beijos
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Muito obrigada. Espero que quando você assistir ou ler ao livro, os ame como eu <3

      Excluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!

Categorias