Título: A vida secreta dos grandes autores
Original: Secret Lives of Great Authors
Autor: Robert Schnakenberg
Número de páginas: 312
Ano: 2008
Tradução: Vitória Mantovani
Editora: Ediouro


Quem nunca ficou imaginando como seria a vida daqueles que enchem nossa imaginação, escrevendo histórias fantásticas e inusitadas?

Como será que viviam aqueles autores, quais bizarrices eles cometiam, ou quais manias eles tinham, enquanto escreviam os livros de maior sucesso no mundo todo?

Pois Robert Schnakenberg tentou responder essas questões, reunindo algumas “fofocas” a respeito de grandes nomes da literatura clássica universal.

Aqui neste post tentarei resumir as informações que mais me chamaram a atenção:

- Shakespeare mal sabia escrever o sobrenome direito. Sim... É isso mesmo... Ele assinava, no mínimo, de seis maneiras diferentes, e de forma cada vez mais errática. Eis alguns exemplos: Shackper (em um depoimento), Shackspere (na primeira página de seu testamento), Shakspear (numa escritura)... É minha gente! O grande romancista de todos os tempos também cometia “erros” ortográficos.

- Edgar Allan Poe, quando criança, foi educado em um cemitério. “Aprendeu matemática somando e subtraindo as datas gravadas nos túmulos.” Era por isso que ele tinha medo do escuro também.

- “Charles Dickens possuía uma curiosa obsessão pelo necrotério de Paris, onde passava dias analisando cadáveres. [...]”

(Caricaturas de Lewis Carroll, Mark Twain e Oscar Wilde)
- “Lewis Carroll fez uma viagem de navio em 1862, com alguns amigos, incluindo Alice Lidell, uma garota de dez anos, com quem ele desenvolvera uma amizade insolitamente íntima.” A garota foi quem inspirou o Carroll a escrever a famosa história Alice’s adventures in Wonderland.  

- “Mark Twain certa vez proferiu uma palestra inteira sobre o ato de expelir gases diante de uma platéia que incluía a rainha Elizabeth I.”

- “Oscar Wilde certamente não era um noivo comum. Nas semanas que antecederam ao seu casamento ele ficou obcecado com os detalhes finais do vestido da sua noiva.”


(Conan Doyle, Virgínia Woolf e Agatha Christie))
- “Arthur Conan Doyle acreditava que pequenas fadas aladas eram reais e poderiam ser encontradas se olhasse com a força necessária.”

- Virgínia Woolf, inspirada pela irmã pintora, só escrevia suas obras de ficção em pé.

- “Agatha Christie tinha uma rara doença chamada disgrafia, o que significava que era incapaz de escrever de maneira legível. Todos os seus romances foram ditados.”

Deixei meu favorito por último porque queria reafirmar minha eterna paixão pelas obras de J. R. R. Tolkien *-*

Ele escreveu a um dos seus fãs que se considerava um Hobbit (em tudo, exceto no tamanho): 
“Gosto de jardins, de árvores e de fazendas não-mecanizadas; fumo um cachimbo e aprecio a boa comida simples, mas detesto a culinária francesa; nos dias nublados, eu gosto e até me atrevo a usar jaquetas mais chamativas. Gosto de cogumelos (colhidos no campo); tenho um senso de humor muito simples; vou dormir tarde e acordo tarde (quando é possível).”

Suas obras inspiraram uma das minhas bandas favoritas (Led Zeppelin) a escrever Ramble On e a banda Rush com Rivendell.

-“Tolkien era famoso por dirigir mal e muitas vezes transitava pelas ruas de mão única na direção errada. Com o tempo sua esposa recusou-se a andar de carro com ele.”


Há ainda muitos outros mitos da literatura descritos no livro, mas espero que os citados acima possam abrir o apetite de vocês, a ponto de instigar a leitura da obra.

Iludem-se àqueles que os maiores escritores possam ter uma vida comum, simples e pacata. Pelo contrário. A vida secreta dos grandes autores revela situações e manias inimagináveis! Muitas são até escandalosas, mas que de modo geral vai só aumentando a curiosidade em saber mais e mais segredos.

Leitura mais que indicada!

4 Comentários

  1. Olá, como vai?!

    Que livro maneiro, nossa muito interessante, gostei muito, vai entrar para lista!!

    Essas ilustrações ficaram maravilhosas, quero pra ontem!

    Seguindo aqui, segue de volta?!

    www.enquantoestavalendo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo! Seja bem vindo!
      Não vai se arrepender! As imagens são bem divertidas mesmo :D
      Sigo sim!
      Beijo

      Excluir
  2. Quero esse livro! :O
    Simplesmente adorei, e as curiosidades são incríveis. Fiz um post recentemente me meu blog sobre Alice no país das maravilhas, e realmente Lewis era muito amigo da família e muito apegado principalmente à Alice, diziam até que ele era pedófilo, mas isso nunca foi confirmado, o que se sabe é que a amizade dele coma família Liddell acabou abruptamente e acreditam que é porque ele pediu Alice em casamento quando ela tinha 13 anos, mas nunca se sabe né!
    Agatha Christie realmente tem uma letra horrível, agora está explicado! kkkkk
    A do Shakespeare foi bem tenso tbm, errar o próprio nome! kkkkk
    Enfim adorei o post e o livro!
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Você vai adorar. O livro é bem engraçado. Fora as outras bizarrices que nem tem como comentar aqui, mas vale a pena!

      Beijo

      Excluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!