Título: 20.000 Léguas Submarinas
Original: 20.000 Leagues under the Sea
Autor: Jules Verne
Número de páginas: 272
Ano: 2012
Tradução: Maria Rita Corrêa Vieira
Editora: Abril

Um clássico da literatura mundial, que conta a história de uma longa trajetória, pelos mais profundos oceanos do mundo inteiro.

O professor do museu de Paris, Aronnax, e seu fiel criado Conseil, são convidados a participar de uma expedição na fragata Abraham Lincoln, que está em busca de um “monstro” dos mares. Várias embarcações já foram destruídas pelo suposto monstro, e está investigação seria mais uma tentativa de tentar detê-lo.

A bordo da fragata, Aronnax conhece Ned Land, conhecido por ser o príncipe dos arpoadores. Por esta razão, todos acreditavam que Abraham Lincoln possuía todas as ferramentas necessárias para capturar o gigantesco cetáceo.

Após algum tempo, eles avistam o “monstro”, mas a embarcação acaba afundando, devido a luta incessante entre eles.

É aí que se inicia a longa aventura de Aronnax, Conseil e Ned. Juntamente com o capitão Nemo, eles visitam lugares, até então escondidas no fundo dos oceanos.


Em 20.000 Léguas Submarinas encontram-se várias espécies desconhecidas de animais marinhos. Muitos lugares inusitados são descritos detalhadamente e causando uma vontade enorme de querer visualizar cada pedacinho desse universo marítimo.
O livro vem com um vasto vocabulário, explicando certas denominações e nomes pouco conhecidos. 
Fora que tem algumas ilustrações bem legais para acompanhar a leitura.



Viajei legal na história, imaginando o que poderia ter acontecido com a cidade perdida de Atlântida. Senti o frio congelante do Pólo Sul. Senti medo das lulas gigantes... E todas as sensações possíveis de se estar embaixo d’água me causaram emoção, e certa agonia, pois tenho um pouco de aflição em estar em lugares fechados por muito tempo.

No geral a leitura é bem rica e interessante, mas se tem uma parte que não gostei, foi do final. Talvez porque primeiro eu assisti a um filme baseado na obra, e era totalmente diferente do livro. Em minha opinião, o final do filme é bem melhor que o final do livro.


Para quem não gosta de muita embromação, eu não indico a leitura. Porém, quem curte aventura e literatura clássica vai adorar!


4 Comentários

  1. Gostei da sua resenha!
    Li poucos clássicos, nenhum de Verne, mas esse me chama muito a atenção, a história parece muito bacana, o que dá muita vontade de ler.
    Fora as ilustrações dessa edição, que me parecem muito bonitas!
    =D
    http://osdragoesdefogo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Sou fãzona dos clássicos e suspeita pra falar. A narrativa desse autor é bem agradável, porque comecei A Volta ao Mundo em 80 Dias também e adorei :)

      Excluir
  2. Li apenas a adaptação em quadrinhos feita pela Editora Nemo, agora quero ler a obra. Essa sim é uma ótima indicação de leitura :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Nanda :)
      Clássicos sempre são ótimos. Há sempre o que aprender com eles. Indico também o filme. É maravilhoso!

      Excluir

Adoraríamos saber o que você achou do post!

Categorias